google.com, pub-7620993729816421, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
Buscar
  • Foto do escritorVinicius Allan Gomes

Receita Federal anuncia cobrança de imposto de importação em compras da AliExpress e Shein




Introdução


Nos últimos anos, o comércio eletrônico internacional cresceu significativamente, oferecendo aos consumidores acesso a uma ampla variedade de produtos de diferentes partes do mundo. No entanto, recentemente, a Receita Federal anunciou mudanças nas regras de importação, impactando diretamente os usuários das populares plataformas de compras AliExpress e Shein. Neste artigo, discutiremos as novas medidas adotadas e o que isso significa para os consumidores brasileiros.



A cobrança do imposto de importação


A Receita Federal do Brasil anunciou que a partir de agora será cobrado o imposto de importação nas compras realizadas em sites internacionais, incluindo a AliExpress e a Shein. Essa medida tem o objetivo de regulamentar e controlar as importações, além de gerar mais arrecadação para o país.

O imposto de importação será calculado com base no valor do produto adquirido, acrescido do valor do frete. A alíquota será de 60% sobre o valor total da compra, considerando o valor do produto e o valor do frete. Essa cobrança será realizada para qualquer compra realizada nessas plataformas, independentemente do valor da mercadoria.



Impacto nos consumidores


Essa mudança na cobrança do imposto de importação certamente terá um impacto direto nos consumidores brasileiros que estão acostumados a fazer compras nessas plataformas estrangeiras. Anteriormente, muitos consumidores aproveitavam preços mais baixos e promoções exclusivas oferecidas por esses sites. Com a cobrança do imposto, o valor final das compras será significativamente maior, o que pode desestimular algumas pessoas a continuarem realizando compras nesses sites.


Além disso, é importante ressaltar que a cobrança do imposto também pode resultar em um aumento no prazo de entrega das mercadorias. Os produtos adquiridos na AliExpress e Shein agora passarão pelo processo de desembaraço aduaneiro, o que pode causar atrasos e gerar mais burocracia no recebimento das encomendas.





Alternativas e considerações finais


Diante dessas mudanças, é válido considerar alternativas para os consumidores que desejam adquirir produtos importados. Uma opção é buscar por lojas nacionais que ofereçam produtos similares aos encontrados na AliExpress e Shein. Embora os preços possam ser um pouco mais elevados, é possível encontrar opções com boa qualidade e garantia.


Outra alternativa é ficar atento a promoções e descontos oferecidos por lojas físicas e online no Brasil. Muitas vezes, é possível encontrar ofertas atrativas em produtos similares aos encontrados nas plataformas estrangeiras, aproveitando benefícios como pronta entrega e suporte pós-venda.


Em resumo, a cobrança do imposto de importação nas compras realizadas na AliExpress e Shein representa um desafio para os consumidores brasileiros acostumados a adquirir produtos dessas plataformas. É importante estar ciente dessas mudanças e considerar alternativas viáveis para aquisição de produtos importados, buscando sempre o melhor custo-benefício.




_________________________________________________________________________



8 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page